.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-09-03

 

Temas e Debates (2)



José Sócrates sabe que uma boa parte dos professores não vai votar no PS. O afrontamento foi demasiado arrastado; a desautorização e o ataque ao estatuto e à figura simbólica do professor foram excessivos.

Os ministros desfilaram: Campos e Cunha, Freitas do Amaral, Isabel Pires de Lima, Correia de Campos e Manuel Pinho. A Ministra da Educação, de longe mais contestada e crispada, ficou. De dentro e de fora do PS, choviam as críticas. Sustentavam, em geral, que ela tinha boas ideias, tinha contribuído para resolver alguns problemas, mas dava-se figadalmente mal com os professores.

- "São os sindicatos", - sopravam os trabalhistas de trazer por casa; "é o PC", - soltavam os raríssimos anticomunistas que ainda restam no PS. Nada. O 1º Ministro tinha-se convencido que aquele fulgor anti-corporativo, aquela verve contra os interesses instalados era uma marca da sua governação.

Era necessário mostrar aos agitadores o que é a firmeza absoluta do PS.

Ficou demonstrada.

Os professores escreveram, expuseram as suas razões, fizeram greves e vieram para a rua em manifestações memoráveis.

A Ministra e o Governo, tomaram algumas precauções, alteraram um poucochinho o tom (maciês no verbo, delicadeza nos gestos) mas mantiveram o estilo negocial e as políticas.

E agora o PS, depois de perder os professores, a autoridade nas escolas e o respeito da classe, perde todos, todos os debates quando os professores, a avaliação e o estatuto da carreira docente são o tema em discussão.

É com esse tipo de intuição política que se fabricam as grandes derrotas.

Comments:
Que presunção, Sr. Manuel Correia. Mas "temas e debates" com quem?
 
Há que colocar essa gente na ordem!
 
"E agora o PS, depois de perder os professores, a autoridade nas escolas e o respeito da classe, perde todos, todos os debates quando os professores, a avaliação e o estatuto da carreira docente são o tema em discussão."

Desta vez dou razão ao Manuel Correia.
 
Ao Anónimo das 20:38 de 3/9:

"Com quem?": com os do costume e quem mais quiser.

"Presunção"... e água benta, cada qual toma a que quer.

================================
Ao anónimo das 22:05 do mesmo dia:

"Colocar esta gente na ordem". De acordo. Vamos a isso. É sempre melhor fazer alguma coisa do que ficar parado.

==========================
Ao Luis,

Obrigado pelo comentário.
 
oh senhor correia , o que foi essa agora de descobrir um povo pigmeu , chamado zelotas que sempre usou capacete ou elmo ... Ou isso é uma nova numenclatura proselitista ? O senhor tem muita graça ... Eu divirto-me muito com as suas análises , muito ...
O Bernardes
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?