.comment-link {margin-left:.6em;}

2007-12-26

 

O drama de D. Policarpo

O cardeal patriarca José Policarpo, ao explicar, na homilia do dia de Natal, na Sé de Lisboa que
«Todas as expressões de ateísmo, todas as formas existenciais de negação ou esquecimento de Deus continuam a ser o maior drama da humanidade...» teve, ao contrário do Manuel Correia, no post aqui em baixo, total compreensão da minha vizinha do café do largo, a D. Aldegundes:
«Como eu o compreendo - comentava ela a homilia - também me queixo do mesmo. Para mim o maior drama da humanidade é a minha constante perda de clientes»

Comments:
Bem apanhado. Certamente, a prostituta chilena da Internet (será chilena?), 3oo dólares por cada 90m a oferecer 27 horas de trabalho para obras de caridade ganhou mercado. D.Policarpo tem de pensar como ter sucesso no marketing.
 
O Sr. Policarpo (não estamos em monarquia, nem na Espanha...) sabe muito bem que o que diz não é verdade.
Esse não é de facto o maior problema da Humanidade!
É muito feio mentir numa homilia!...
Mais ainda que chamar-se a um pobre bebé indefeso, Policarpo!
 
Ao que isto chegou: a Igreja Católica a colocar-se ao nível do pequeno comércio, a dizer que anda a perder clientela.

E eu que julgava a ICAR como se fosse uma grande superfície que até estava aberta ao domingo...
 
Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?