.comment-link {margin-left:.6em;}

2010-09-12

 

Manuel Alegre na rentrée política

Para as eleições à Presidência da República de Janeiro de 2011, a escolha vencedora centra-se entre Manuel Alegre e Cavaco Silva.

Manuel Alegre, assumiu-se desde há bastante tempo como candidato. Cavaco Silva anda camuflado de Presidente da República, mas há muito em campanha. É uma postura reprovável, pois ninguém acredita que Cavaco Silva já não tenha decidido tentar continuar no cargo que vem a ocupar.

Com esta postura, Cavaco Silva esquiva-se a entrar no debate de ideias sobre o exercício da Presidência em que não se encontraria confortável pela falta de clareza e pela tecnocracia com que tenta esconder as suas posições de "candidato de interesses" como lhe chamou e bem Manuel Alegre. Desta forma vai adiando o debate com o seu verdadeiro opositor Manuel Alegre.

Os dois candidatos vêem a função presidencial de forma bastante diferente.

Manuel Alegre como ainda ontem referiu defende:

  • Uma visão mais cultural e política do país, menos tecnocrática e menos conservadora;
  • Uma concepção diferente da de Cavaco Silva e do exercício dos poderes inerentes.

Quanto a este segundo aspecto Alegre deu um exemplo. Se tiver algum desacordo ou reserva em relação a uma lei, falará antes e se promulgar a lei não vem depois desvalorizar essa lei.

Exactamente o oposto do que Cavaco Silva fez várias vezes ao longo do seu mandato actual. Recorde-se o caso recente do casamento gay.

Manuel Alegre disse ainda se tiver de vetar uma lei veta e não se esconde atrás de álibis.

Na realidade, Alegre é claro como exercerá a função Presidencial.

Queremos pessoas de actuação clara e com uma visão de futuro para o País, sustentada em grandes princípios de defesa dos direitos sociais e uma melhor distribuição da riqueza criada.

Etiquetas:


Comments:
Posição clara de apoio à candidatura de Alegre. Mas, nas anteriores eleições apoiaste Mário Soares.

A.C
 
Em relação ao comentário anterior apenas para dizer que já tinha anteriormente quando Manuel Alegre apresentou a candidatura a Belém, declarado aqui em poste próprio o meu apoio expresso e, nessa altura, também referi o anterior apoio a Mário Soares.
Em meu entender não há nada de contraditório, até porque estamos em condições diferentes.

João Abel de Freitas
 
Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?