.comment-link {margin-left:.6em;}

2010-09-17

 

Por crime de Peculato ...

Foram hoje condenados pelo crime de Peculato, acusados de receberem ilegalmente prémios de gestão a ex-administradora da EPUL, Eduarda Napoleão a três anos de prisão e Fontão de Carvalho a um ano e seis meses. Os restantes arguidos - os ex-administradores Aníbal Cabeça, Arnaldo João e Luísa Amado - foram condenados a dois anos e dez meses de prisão, acusados de receberem ilegalmente prémios de gestão.

A decisão do Tribunal acabou por confirmar o pedido da procuradora do Ministério Público (MP) que, em Dezembro último, nas alegações finais, pediu a condenação dos cinco arguidos, defendendo que a prova produzida durante o julgamento confirmava todos os factos alegados no despacho de pronúncia.

A acusação a Fontão de Carvalho foi um dos casos que precipitou a queda do executivo da CML, então liderado por Carmona Rodrigues.

Ouvi hoje Eduarda Napoleão na TSF dizer que recebeu o prémio, na realidade, mas não fez nada por isso. Entregaram-lhe o dito.

A pena ficou suspensa. Gostava que me explicassem o porquê e ainda se o Estado foi ressarcido, porque cidadão desconfiado da justiça, pareceu-me que apenas terão de pagar "uns tostões".



Comments: Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?