.comment-link {margin-left:.6em;}

2010-09-29

 

Quantos PEC's ainda nos esperam?

Recuando na história recente do período democrático pós 25 de Abril, já tivemos dias negros como o de hoje, quase sempre ou sempre pela mão de governos PS.

Hoje, foram anunciadas medidas de uma dureza extrema. Afinal não há que temer o FMI, que provavelmente nem exigiria medidas tão duras. Afinal há um FMI nacional.

Mas aqui há um grande problema de fundo muito grave.

O governo actual está descredibilizado, pois já apresentou um PEC1 dizendo que bastava para resolver a questão do défice. Passados poucos meses, apresenta um PEC2 com o apoio do PSD já bastante duro e esse então resolveria os problemas presentes e futuros do País. E hoje, nem passaram 4 meses, de forma dramatizada vem com um PEC3 de dureza extrema.

Pergunta-se: o que falhou para que o PEC2 "tão suficiente" não tenha dado os resultados previstos e exija um outro PEC3?

Sobre isto o governo disse zero. Fez mal porque deixa em aberto o problema da credibilidade interna e externa.

Deixa em aberto que o desempenho do governo aponta para uma grande incapacidade de resposta a estas questões. Deixa em aberto que teve um comportamento laxista não controlando a despesa e fez disparar incertezas nos mercados quanto à capacidade e vontade do governo em montar os instrumentos para cumprir as metas que ele próprio define.

Esse problema está de pé. O governo não está a provar que sabe governar para atingir as metas.



Etiquetas:


Comments:
Governo cede tudo à direita, que ainda lhe vai exigir mais para deixar o orçamento passar.
 
A direita já diz que estas medidas não chegam. São precisos mais cortes.
Lá para Dezembro chegará pelas mãos de novo do PS um outro PEC.
 
Os Bandalhos e os Mafiosos


CASO 1:
Os Bandalhos promovem a irresponsabilidade; ex: Jorge Sampaio (com a sequela Manuel Alegre): «há vida para além do deficit»........ Os Mafiosos estão à espera do caos para implementar a 'lei da selva'; ex: Passos Coelho com a sua emenda constitucional para transformar o mercado de trabalho numa lei da selva...

CASO 2:
Bandalhos: não consideraram a constituição duma SOCIEDADE SUSTENTÁVEL (média de 2.1 filhos por mulher) uma prioridade........ Mafiosos: ambicionam um neofeudalismo; estão a lançar uma ofensiva contra os Estados-Nação; "dividir/dissolver Identidades para reinar..." é um dos lemas da superclasse: O especulador George Soros tem especulado com tudo e mais alguma coisa (nota: inclusive cereais - pondo em causa a alimentação de milhões e milhões de pessoas)... e... como seria de esperar, aparece como um paladino defensor dos ciganos...
 
Cidadãos:
EXIJAM que a BANCA PAGUE a crise !!

Sendo que os bancos /sistema financeiro é que provocaram a crise e com ela estão a lucrar
(através de margens de lucro/juro+ spreads+ comissões escandalosas, sendo que obtem dinheiro a 1% do BCE e o emprestam a 6% !! às famílias, empresas e ao Estado);
sendo que a banca consegue pagar apenar 14% de impostos (contra o IRC das restantes empresas entre 20% e 30% !!),
parece justo que se peça ao sector financeiro uma maior quota parte no esforço de superação da crise ! mas Alegre e os 'esquerdistas' foram os únicos que se referiram a isso ...
Cavaco, PSD, PP, PS, Governo, Comissão Europeia não querem atacar o problema de frente e empurram o problema para cima das costas dos funcionários públicos, trabalhadores em geral e desempregados !! será que estão a servir quem ?
a maioria do povo ou uma pequena elite de ladrões de colarinho branco ?!
 
Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?