.comment-link {margin-left:.6em;}

2005-07-27

 

Via democrática para a teocracia?

O projecto de Constituição do Iraque declara que "o Islão é a religião oficial do Estado, a principal fonte de legislação e nenhuma lei pode entrar em contradição com o Islão" revelou, segundo o DN de hoje, o diário governamental do Iraque Sabah.
"Este projecto - continua o DN - representa uma deriva face ao estabelecido na lei Fundamental provisória, adoptada em Março de 2004, pelo órgão político instituido pelos EUA".
Aquela redacção vem substituir o preceito de que o Islão apenas seria "uma fonte legislativa e que nenhuma lei poderia contrariar os princípos democráticos e os direitos fundamentais".

Outro passo atrás é "a retirada de direitos às mulheres iraquianas, nos domínios do casamento, divórcio e heranças".

Passo atrás e bem atrás porque era um direito adquirido desde 1959 e confirmado no regime laico do ditador Saddam Hussein.

Ainda é cedo para se saber que tipo de democracia Bush vai conseguir implantar a tiro no Iraque, depois de tantas mortes, tantas destruições, tanto sofrimento infligido a todo um povo, tanto incremento dado ao terrorismo, tanto desvio de meios do prioritário combate a este.

Os novos métodos eleitorais e democráticos no Iraque, de maioria xiita, talvez sirvam para democraticamente se pôr fim a qualquer veleidade democrática e criar um Estado teocrático. Talvez sirvam para enfiar uma burca em mulheres que tinham conseguido a mais lata emancipação do mundo árabe.

Comments:
_________________________________

A par disso, os americanos são oficialmente convidados a saír do Iraque pelas novas autoridades iraquianas (foi notícia hoje nas nossas televisões), aproveitando a visita que Rumsfeld está a fazer-lhes.
Em resposta, o Cte Militar das Forças dos EUA, disse que dependia de como as coisas fossem evoluindo...
É a abordagem do Pensamento Único.
 
Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?