.comment-link {margin-left:.6em;}

2006-02-13

 

Pois é gente!!!

Recebi este comentário sobre o post do Raimundo - os bonecos de Maomé.

Achei bastante piada pelo que o transcrevo:

Pois é gente

De facto a liberdade de expressão não tem limites mas foi usada, deliberadamente, como provocação, expressamente dita, por quem não caricaturou Cristo, não pediu desculpas, nem aceitou queixas até chegar a este ponto para acabar por voltar a trás com tudo, lixando a liberdade de expressão porque agiu, pura e simplesmente, por xenofobia.
Realmente, não aceito que se restrinja a liberdade de expressão nem admito lições de democracia por parte de quem não a pratica e vive na Idade Média, mas também não pactuo com a xenofobia, racismo, imperialisno, neo-colonialismo.
O problema é, de facto, a existência do clericalismo, do fundamentalismo, da falta de democracia e de liberdade de expressão, de um lado e, do outro, a sobranceria, o imperialismo e a xenofobia, por parte de quem até agora, lhe tem dado muito jeito a existência de países em que os direitos das mulheres, das crianças, dos cidadãos em geral, não são respeitados por monarquias e governos autocráticos, ditatoriais e corruptos, com os quais o mundo ocidental contemporiza e cujas multinacionais e grandes petrolíferas não só se aproveitam da satisfação das mais elementares necessidades desses povos como, também e sobretudo, do petróleo desses países, que afinal não seria assim tão necessário se se tivessem desenvolvido e produzido soluções energéticas alternativas.
No meio de tudo isto quem perde é a democracia e a liberdade de expressão referidas e citadas a torto e a direito mas para as quais, afinal, parecem estar todos (de um lado e de outro) a marimbar-se, positivamente nas tintas.

Comments:
Muito bem. De acordo.

Luís Lavoura
 
Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?