.comment-link {margin-left:.6em;}

2004-11-18

 

Dia horribilis na AR

Hoje um dia horribilis na Assembleia da República. Como não bastasse a aprovação do OE 2005, um documento descredibilizado pelos mais diversos quadrantes, técnicos e consultoras - um documento que muito vai pautar a vida dos portugueses durante o próximo ano se este governo não cair - ainda se aprova a pergunta a colocar aos portugueses em referendo, esta, com os votos do PS.

Trata-se de uma pergunta menos feliz, porque integra questões de âmbito muito diverso e faltando-lhe uma essencial: a da primazia do direito comunitário.

Com este facto criou-se uma situção embaraçosa mesmo para os mais europeistas, como o comentador de política da TSF, António José Teixeira bem referiu. Entendo que ficou criada uma dinâmica de abstencionismo na medida em que a pergunta apresenta-se pouco séria para gente séria, ou seja que deseja votar em consciência.

Não percebo a precipitação do PS e acho que a aprovação da pergunta, caso passe no TC (e francamente espero que chumbe) só vem inquinar a discussão durante a campanha para o referendo.

Reafirmo, não percebo tanta precipitação, mas cada vez me convenço que cada vez mais se trabalha sobre o joelho neste país.
Comments:
O PS começa demasiado rápido a entrar em compadrios bem desnecessários.Para quê?!!
Ana Esteves
 
Uma pergunta muito infeliz. Espero que Sampaio e o TC não a deixem avançar. Esta não terá o meu voto.
 
Só dá pena. A farsa aí está, com o PS na calha. Não se percebe a posição do PS, não quer revisão e alinha numa coisa destas? Quer estar com todos.
Já Guterres assim o fez. De Sócrates espero mais e não quero crer que esta posição seja já dele.
 
Já respondi ao seu colega de Blog que tenta defender o indefensável com argumentos pouco dignos. Consigo estou de acordo e tb espero que o TC chumbe a pergunta pq caso contrário vamos ter uma abstenção imprevisível. Perfeito e não nos iludamos e não é preciso ser do ou do PC para ter esta posição. Basta não ter uma visão sectária da política.
D. Botelho
 
Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?