.comment-link {margin-left:.6em;}

2005-01-20

 

"Uma campanha alegre"

Coisas de fingir para a campanha eleitoral
Ele há coisas! Vejam só. Durante vários meses Santana e o seu Governo... nada que se visse. Só trapalhadas. E agora, demitido, completamente demitido, não é que "faz" e "inaugura" o TGV, de Lisboa ao Porto e duas pontes sobre o Tejo, em Lisboa! É obra!!
Eu adiava as eleições um mês. Nesse meio tempo ele ainda inaugurava o aeroporto da Ota, o TGV até Madrid... eu sei lá, talvez os Jogos Olímpicos de Lisboa.

Populismo.
Afinal não foi só má vontade do Presidente da República que levou o Governo à demissão. Santana explicou que para defender os interesses do povo ameaçou os interesses dos poderosos!
Eis a transcrição de partes do seu discurso no comício de ontem em Almada:
"... A razão de fundo, a razão de fundo... vêm uns grandes banqueiros, uns grandes empresários, insatisfeitos e precisam mudar isso tudo... Porque será? porque nós avisámos, dissemos e fizemos, a banca vai pagar impostos, nós vamos fazer as brigadas, mesmo à séria, grupos de elite contra a evasão fiscal." ... " Estamos contra a evasão fiscal e já tivemos os primeiros resultados... O ministro das Finanças do meu Governo avisou. Se for preciso vamos às contas daqueles que são conhecidos como possíveis relapsos fiscais, sem avisar, para sabermos o que se passa e pormos ordem naquilo que tem de ter ordem.
"...Houve quem tremesse. ...São razões de poder! Mas - e aqui Santana indignou-se, emocionou-se e empolgado proclamou - Mas num regime democrático quem manda é o povo!!"

Quadratura do Círculo
A certa altura e sem relação com o comício de Almada, Pacheco Pereira dizia o óbvio "mas toda a gente sabe que ele foi demitido por incompetência".

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?