.comment-link {margin-left:.6em;}

2005-03-12

 

Uma baixa no PUXAPALAVRA


Como muito acertadamente disse o João Tunes, companheiro da blogosfera (Água Lisa e Água Lisa 2),

«Ministro não bloga e quem bloga não deve ministrar»

Este é, portanto, o meu post de despedida, pelo menos temporária. A partir de agora, e durante algum tempo (que espero que seja razoavelmente dilatado) deixarei de opinar e de trocar argumentos e reflexões convosco aqui no PUXAPALAVRA, passando apenas a fazer o que melhor puder nas minhas novas funções. Estão, assim, inteiramente livres para me zurzir com críticas, sem receio que eu exerça o contraditório, e para me encher com conselhos e sugestões. É a vida.
Mas prometo continuar a ler com toda a atenção os vossos textos, com a certeza de que constituirão uma importante contribuição e incentivo para o meu trabalho.
Um abraço para todos e até à volta.

Comments:
Mas que atitude elegante. Octávio Lima (ondas2.blogs.sapo.pt)
 
Caro Blogger Mário Lino,

deixe-me aproveitar o facto de ainda não ter tomado posse e poder falar-lhe de blogger para blogger e não de Chefe de Gabinete de Qualidade e Auditoria do Metropolitano de Lisboa para Ministro da tutela.
Penso que numa sociedade democrática e com uma democracia participativa não é incompatível o exercicío de um cargo de ministro com ter um blog. Até poderia ser interessante e profícuo.
No entanto não tenho dúvidas que a enorme quantidade de trabalho que o espera e o facto de, ser provável que aparecessem alguns energúnemos a aproveitar a via de comunicação para o insulto ou a critica fácil, se torna um obstáculo.
Por isso desejo-lhe o maior sucesso nas novas funções que está prestes a iniciar e espero que a "cultura" que se vive nos blogs, do livre confronto de opiniões, de discussão por vezes acesa mas muitas vezes construtiva, o ajude a ter uma visão aberta e uma gestão moderna do seu ministério.
E agora é melhor ficar por aqui que falta pouco para tomar posse e depois, apesar da minha lata, já não estarei a falar com um blogger e sentir-me-ei menos à vontade.
Boa sorte.
 
Uma coisa que não convem nem a um blogger nem a um ministro é fazer erros de ortografia: "sugestões" com g.

Enquanto o PS insistir na ideia de que os automobilistas não devem pagar portagens nalgumas auto-estradas, não votarei nele.
Pense nisso.

Adeus.
 
Caro Senhor Ministro e amigo-sempre, cala a esquerdelhada e direitinhas com obra feita. Não te livras da crítica afiada do "Água Lisa" porque a última pessoa a quem se poupa a crítica é ao amigo. Mesmo, sobretudo, quando investido na vã glória de ministro (que não pode ser mais que mais servidor da causa pública). Porque a estima e a confiança não cabem na estreiteza do salamaleque do centralismo democrático (fócrates!). Este País precisa de dar uma rápida volta à sua auto-estima, deixar a desculpa da lamúria e ser mais desenvolvido e mais justo. Pagando os respectivos preços e cobrando os merecidos dividendos, apetecendo-nos ser portugueses. Era isto que te queria dizer se houvesse "beija-mão" (fica o ónus do fatinho novo, camisa da moda e gravata actualizada em que investi parte significativa das minhas economias na fugaz esperança de aparecer na tv a cumprimentar-te e a ser ouvido em todo o País "olha o Tunes, obrigado pá, ciao, the next!"). Assim, fica aqui o cumprimento-ameaça virtual. Até ao teu regresso que desejo bem tardio. Abraço. João Tunes
 
Ao anónimo que pretende dar lições de ortografia ao blogger-ministro, eu daria esta sugestão: "não çuba o çapateiro assima da xinela"!!!
Como é óbvio, a sugestão também se aplica ao "comentário" que faz. de seguida...
(jcm)
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?