.comment-link {margin-left:.6em;}

2005-09-08

 

Em vez de te chateares, canta.




Canta o caminhante ledo
no caminho trabalhoso,
por entre o espesso arvoredo;
e, de noite, o temeroso,
cantando, refreia o medo.
Canta o preso docemente
os duros grilhões tocando;
canta o segador contente;
e o trabalhador, cantando,
o trabalho menos sente.

{ Luis de Camões, Babel e Sião, [Sôbolos Rios que vão] , Estrofe 14. }

Comments: Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?