.comment-link {margin-left:.6em;}

2006-01-26

 

Estará a haver uma revolução democrática na América Latina?

Os novos comandos militares da Bolívia
Ontem, um dia depois de dar posse ao seu governo onde, para escândalo da elite branca (15% da população), se destacam sindicalistas e indígenas Evo Morales, o presidente indígena, substituiu a cúpula das forças armadas e da polícia tendo no acto passado à reserva 30 generais, alguns dos quais sob investigação, por uma insólita e ilegal entrega de mísseis aos EUA para serem destruídos (na perspectiva de vitória de Evo?).
A nomeação dos altos comandos (nenhum é indígena!) foi perturbada pela manifestação de alguns generais e respectivas mulheres. Por enquanto desarmados! - segundo noticia o jornal La Razón.
A vitória histórica na Bolívia de Evo Morales com 54% dos votos é a última de sete eleições de chefes de Estado de esquerda na América Latina desde 2000. Chile, Brazil, Argentina, Uruguay, Equador e Venezuela. E para aumentar as preocupações da administração Bush são grandes as perspectivas de vitória dos candidatos de esquerda no Peru e no México, nas eleições deste ano.

Comments:
Olá Raimundo

Existe mesmo um chefe de Estado Maior da Armada na Bolívia?
Fez-me pensar na expressão francesa que diz a propósito de alguem que tem um emprego inútil que trabalha na marinha Suiça.
 
O Chile roubou-lhes o acesso ao mar e os terrenos ricos no célebre e antigo nitrato do Chile. Mas ainda têm o lago Titicaca!
 
Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?