.comment-link {margin-left:.6em;}

2006-10-31

 

Como retirar 60 mil camiões da estrada?"

Álvaro Teixeira, presidente da ANTRAM, em entrevista recente diz que apresentou ao governo o "programa de abate de veículos pesados de tecnologia agressiva (PIAMB)" que, a ser aplicado, permitia reduzir em cerca de 61 mil camiões a frota total em Portugal, boa parte deles com mais de 11 anos de idade.

O que ganhava o País com isso?

A estarem correctos os cálculos do programa da ANTRAM o país ganharia: emissão de CO2 reduzida em 40%, equivalente a uma poupança de 49 milhões de euros na compra de licenças de emissão da carbono até 2010.

Álvaro Teixeira afirma na entrevista que Portugal é a sucata da Europa, pois há empresas a importar camiões com dezoito, dezanove e vinte anos.

Não conheço o programa, nem tinha ouvido falar dele. Mas o governo, através de vários dos seus ministérios, como o do Equipamento e Obras Públicas, Economia e Ambiente, não pode deixar de analisar este contributo que certamente quererá algumas contrapartidas (não há almoços grátis), até porque se trata de um sector onde marcamos pontos, em posição cimeira na Europa no transporte internacional de longa distância.

Também todos sabemos que internamente o sector é o caos. Mau transporte e serviço qualidade/preço, desorganização empresarial, etc. O acesso à actividade é um atraso de vida. Sector fundamental em termos de ambiente e de consumo energético que precisa de mudar.


Comments: Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?