.comment-link {margin-left:.6em;}

2007-10-07

 

Batasuna manifesta-se

Hoje sairam à rua alguns milhares (poucos) de manifestantes, em Bilbao e San Sebastian, em protesto pela prisão, às ordens do juiz Baltazar Garzon, de 22 quadros do partido Batasuna, o braço político do grupo terrorista ETA, durante uma reunião, na quinta-feira passada.

O Batasuna foi proibido há cinco anos pela sua mais que evidente ligação à ETA.

Como se vê a ETA não está completamente isolada e beneficia do nacionalismo exacerbado de diferentes partidos bascos incluindo o do actual partido do centro-direita no poder.

A melhor forma de aniquilar o terrorismo não vem em manuais e cada caso exige uma solução adequada. Tanto pode ser com a polícia, o Exército, os tribunais, as prisões como pode ser com a mistura de tudo isso com o tão exorcizado diálogo.

Não conheço o suficiente da realidade basca para aconselhar Zapatero, Rajoy ou outros. Mas acho um tanto simplistas as posições da linha dura, expressa na boutade com terroristas não se fala. Acho o remédio simplista e dogmático. Firme, decidida, intransigente, radical é a solução que der resultado e não a que alguns radicais de sofá garantem ser a da honra e dos corajosos, a da repressão pura e simples. Na Irlanda, com o IRA, não foi a solução. Foi a das negociações. No país Basco não sei. Apesar da experiência falhada de Zapatero.

Comments:
Está em curso na blogosfera um movimento de solidariedade para com os trabalhadores portadores de deficiência, no sentido de ajudar a introduzir nos temas da actualidade a sua reivindicação de reposição dos benefícios fiscais que lhes foram retirados no OE 2007. A iniciativa é do blog “o país do Burro”, que lançou um repto a todos para que coloquem um pequeno dístico nos seus blogs, com link para o blog do MTPD. Agradece-se a colaboração de todos.

O código HTML está disponível no país do burro.
 
São as "grandes firmezas" pré-eleitorais.
Há por todo o lado, só que por vezes os resultados são catastróficos.
Jogar com o medo de muitos e a mais que justa repulsa de outros em relação ao bando de terroristas da ETA, com o único objectivo de ganhar votos é nojento!
 
Não me parece que haja argumentos para fundamentar estas prisões como uma medida eleitoralista do Governo de Zapatero. Ou apenas "eleitoralistas". Este governo tentou, e a meu ver bem, explorar a via das negociações com o grupo terrorista da ETA. Com isso parou as acções terroristas durante 2 anos. Não obteve os resultados que queria: acabar com o terrorismo. Isto é, não conseguiu o que a direita e todos os governos anteriores, incluindo o da ditadura franquista,tentaram com a repressão pura e dura e também não conseguiram.
No entanto, o exemplo do balanceamento repressão-diálogo acabou por resultar com o IRA. Não excluo como método voltar, quando oportuno, à mesma táctica, repressão-diálogo, com a ETA se o uso exclusivo da repressão não resultar der melhores resultados dos que deu em 40 anos.
 
Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?