.comment-link {margin-left:.6em;}

2007-10-19

 

Porreiro Pá!

Foi assim que José Sócrates, meio on meio off, "muito à portuguesa", terminou o contacto com os jornalistas e os abraços ao presidente da Comissão, Durão Barroso, como quem abre um Champanhe de vitória, em torno do recém-nascido Tratado de Lisboa.
Boa sorte ao Tratado para uma Europa que se quer cada vez mais social e mais coesa. Uma Europa onde é indispensável aprofundar a natureza federalizante sem perda do respeito pelos patrimónios culturais de cada nação, onde é indispensável que os trabalhadores ganhem mais voz para que a Europa possa ser um verdadeiro referencial da "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" e de novas metas, como o emprego, o bem-estar, a inclusão, o pluralismo, a tolerância, a paz, a defesa do ambiente.

Comments: Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?