.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-02-28

 

Deco e Correios

Francamente estranhei muito a notícia de ontem da Deco sobre os Correios de Portugal, em que se dizia: "Deco avaliou 300 estações de CTT e chumbou todas", na base de um estudo feito relativo a 2007.

Porque estranhei?

Tenho e continuo a ter dos CTT a ideia, confirmada por amigos quadros técnicos dos Correios não directivos de 1ª linha, de um bom desempenho e sempre me falaram da reputação internacional dos correios portugueses como dos melhores da Europa.

Uns até mais fanáticos, face ao meu sorriso algo descrente, até traziam de vez em quando umas revistas especializadas em que se liam de facto essas referências.

Ontem face às notícias dos jornais telefonei a alguns, outros já entraram "na disponibilidade" como eu mas também lhes telefonei e perguntei-lhes como é que é isto? Apercebi-me que estavam espantados, não atingiam as razões de tal notícia. Eles não queriam crer no que liam, ou melhor, dois pelo menos ainda não tinham lido, mas mostraram na mesma muito espanto pela notícia, quando eu lhes dizia a fonte.

Hoje, Luis Nazaré, Presidente dos Correios vem desmentir a Deco e desafiar para um debate.

Vou tomar partido nesta questão. Tudo isto deve ser esclarecido, porque de facto os CTT não são uma empresa qualquer e o nome do País está aqui também em causa, uma vez que o estudo da Deco vem ao arrepio do que se pensa sobretudo no estrangeiro.

Há que averiguar o porquê deste estudo, ou então dizer: tudo estava/está errado. Afinal, até os europeus pensam que somos melhores do que somos.

Acho mesmo que este país não anda bem.

Comments:
Nos últimos anos o serviço prestado pelos CTT tem vindo a deteriorar-se significativamente. Os prazos de entrega do correio normal (3 dias) muitas vezes não são cumpridos), os extravios de correspondência são um problema, os antigos carteiros foram substituídos por tarefeiros que não conhecem os bairros e trocam a correspondência. Muitos balcões encerraram deixando muitas localidades sem um serviço que deveria ser universal. Os balcões que funcionam quase nunca têm o pessoal suficiente, para evitar que os utentes fiquem uma hora na fila de atendimento, sendo frequente ver balcões com 6 caixas e só 3 funcionários.

Apesar de ainda funcionarem dentro do razoável o serviço que os CTT está cada vez mais degradado,principalmente fora de Lisboa.
 
Meu caro José Manuel

Pode ter razão. Não é essa a informação que tenho colhido.

Daí que considere importante o debate, por tudo o que expressei no poste.

João abel de freitas
 
Carlos Trabulo Setubal
Subscrevo o comentario do sr jose Manuel
Nos últimos anos o serviço prestado pelos CTT tem vindo a deteriorar-se significativamente. Os prazos de entrega do correio normal (3 dias) muitas vezes não são cumpridos), os extravios de correspondência são um problema, os antigos carteiros foram substituídos por tarefeiros que não conhecem os bairros e trocam a correspondência. Muitos balcões encerraram deixando muitas localidades sem um serviço que deveria ser universal. Os balcões que funcionam quase nunca têm o pessoal suficiente, para evitar que os utentes fiquem uma hora na fila de atendimento, sendo frequente ver balcões com 6 caixas e só 3 funcionários.
 
Há muitas anomalias nos serviços de entrega. Aquando da entrega de registos tocam à campainha, responde-se pelo intercomunicador, abre-se a porta com recurso ao automático e... deixam um postal com a indicação 'não atendeu'. Situações destas já me levaram a fazer três reclamações por escrito. Acresce que no meu prédio há elevador, mais concretamente dois...

Correspondência deixada na caixa do correio e que se destina a outro endereço acontece frequentemente.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?