.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-03-27

 

Ainda a respeito da descida do IVA ...

... Entendo que esta medida vale mais pelo simbolismo do que pelo impacto real no bolso das pessoas. Considero que as empresas até poderão beneficiar mais que os cidadãos e do apelo do Senhor Ministro das Finanças para que as empresas cumpram as regras de mercado ... enfim, fica o registo. ... não chega. E se o governo não estiver atento. ...

Sempre discordei do aumento do IVA, dizendo que havia outros instrumentos para combater o défice excessivo herdado. O Governo não foi por esse caminho. Agora, que felizmente se gerou alguma folga e margem de manobra, há que retomar um caminho inverso com alguma prudência. O IVA é aquele imposto mais abrangente e como tal mais fácil e até de maior agilidade sobre que actuar. para que o comum dos mortais comece a sentir os impactos. Mas só quando se voltar ai uns17%.de IVA, esse efeito será visível. Então muito caminho há ainda para percorrer. Só que atenção há que aliviar o peso sobre aqueles que suportaram esta redução, com prudência é claro, mas com arrojo orientado por razões de equidade social - onde a recuperação do poder de compra e do nível de vida são condições essenciais a ter como objectivos.


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?