.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-04-26

 

Cavaco Silva e os números

O Presidente Cavaco Silva sempre foi um homem dotado para os números. Essa faceta ninguém lha tira.

E, ontem, para impressionar e mostrar-se impressionado com aquilo que toda a gente sabe - um grande desinteresse da política por parte dos jovens - lá encomendou um estudo à Católica para rechear o seu discurso.

Cavaco Silva limitou-se a constatar uma verdade indiscutível. Já é muito discutivel chamar a isto ignorância, quando o que está em causa é pura e simplesmente desinteresse, desinteresse esse ancorado em muita coisa e desde logo no tipo de ensino, onde a cidadania e a história recente têm pouco espaço.

A seguir ao 25 de Abril houve uma série de disciplinas em que se apelava para as questões da democracia, para uma certa leitura interpretativa do 25 de Abril.

Isto tudo se foi alterando por grande pressão dos governos de direita embora com grande permissividade de todo o bloco central.

O Presidente faz um apelo aos partidos como se esta situação não tenha raizes passadas, desde logo pelo regime de ditadura vivido e depois pela pressão da direita onde o PSD teve acção determinante.

Cavaco nesta sua constatação esqueceu-se de dizer que é um dos culpados de tudo isto, talvez o maior devido a ter sido o líder com mais duração à frente do PSD e 10 anos de Primeiro Ministro, onde o ensino da cidadania foi -se tornando escorregadio. A mim sempre me ensinaram que não se nasce aprendido. ...

Por outro lado, a juventude quer ser livre e vê nas jotas dos partidos o que elas realmente são: uma agência de emprego e não quer alinhar nisso.

Para quê então interessar-se pela política? Que interessa saber quantos deputados tem a AR e quem tem maioria absoluta. Provavelemente 50% dos jovens ente os 15 e os 17 anos nem sabe quem Cavaco Silva é? Será que em França ou em Itália sabem quem é Sarkozy ou Berlusconni?

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?