.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-04-27

 

Como as Directas vão ter implicações no PSD Madeira

Alberto João Jardim sempre aspirou vir a ser um líder nacional, mas na hora H e, por medo de perder, mostrou aquilo que sempre foi: uma pessoa calculista, que pensa muito no que diz e nas atitudes que toma, sem espontaneidade, exactamente ao contrário daquilo que pretende fazer passar junto das pessoas. Jardim claudicou, fugiu à luta com os seus pares nacionais. Teve medo de bater-se. Jardim só vai à luta com ele próprio. "Faz a festa e deita os foguetes".

Jardim, segundo ouvi, hoje na Madeira pronunciou -se pelo indefensável e impossível: a fusão de todas as candidaturas contra Ferreira Leite, a candidata do sistema, como lhe chama. Assim, avançaria, admite ou diz que admite. Duvido desta proposta, depois de ter dado todo o espaço a Santana. Esta posição de Jardim acontece apenas para tapar os olhos às suas hostes madeirenses na medida em que percebeu que se saiu mal, que os seus pares da Madeira queriam a candidatura e não gostaram de fragilidade tão evidente. Jardim temeu a derrota. E não avançou.

Mas a derrota veio de outra forma, é claro. Jardim deixou de ser o que era para uma parte dos seus pares PSD. Jardim perdeu por falta de presença.

Comments:
O que os sócios de AJJ querem, é que ele os liberte para a sua luta fraticida pela sucessão na Madeira, face a uma sua eventual candidatura ao PPD.

Resto é paisagem na qula nem AJJ cai, porque sabe de seus limites.

abraço
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?