.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-04-21

 

Os bispos e a Política (2)

É só para lembrar o bispo Melo, agora falecido, que Deus Nosso Senhor o Julgue lá em cima que a Justiça dos homens achou melhor não se meter nisso. Nisso da rede bombista em que o bispo terá andado metido e suspeito até de autoria moral do assassinato do padre Max (felizmente nada se provou. Foi tudo arquivado, como devia ser, é claro. Afinal o padre Max era um "esquerdista".)

"Vigário-geral da arquidiocese e deão do Cabido da Sé de Braga durante décadas, ficou conhecido em todo o país durante o Verão Quente de 1975, por ter liderado a oposição da igreja local às acções do PCP que então tentava estender a sua influência ao Norte do país, tendo chegado a associar-se a movimentos armados de direita ligados ao general António de Spínola.Na década seguinte, viveu momentos difíceis ao ser acusado de envolvimento na morte do padre Max, um sacerdote próximo da extrema-esquerda de Vila Real, morto em 1976 em circunstâncias nunca esclarecidas. O cónego Melo negou sempre qualquer envolvimento no caso e não chegou sequer a ser pronunciado para julgamento, que viria a culminar na absolvição de todos os réus."

Ah, afinal não era bispo. Aquele envolvimento cortou-lhe as pernas. Que é como quem diz, a carreira.


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?