.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-06-09

 

Faz sentido pagar uma "contribuição" por quem não é sindicalizado?

Os sindicatos estão a ponderar a ideia de que, quem beneficie de regalias provenientes do esforço reivinvicativo ou negocial dos sindicatos e não seja filiado, venha a pagar por isso Sindicatos querem cobrar direitos aos não quotizados .

A mim custa-me aderir a esta ideia. É uma imposição complexa. Sei que já se pratica em alguns países.

Mas várias questões se me colocam. Por exemplo quem usufruirá dessa contribuição? O "sindicato" A, B ou C?

Sim, há sectores com três ou mais sindicatos, por exemplo, a Administração Pública, mas não só.

Imagine-se, o que acontece muitas vezes, que um sector sindical faz greve por um objectivo e que outro da mesma área negoceia e quem negociou negociou as condições entretanto fixadas. Como serão atribuidas as contribuições? Que critérios? Proporcionalidade dos filiados? Será que todos os filiados participam também com igual vigor?

Há aqui muitas indefinições e zonas de conflitualidade pelo que o problema merece grande estudo e ponderação a começar pela ideia de base.


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?