.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-06-25

 

"Não vou pelo meu pé para Portugal"

... De Londres, onde está a tratar da vidinha, Vale e Azevedo veio dizer da justiça portuguesa o que já se sabe e onde pouco ou nada é feito, por mais reformas que se accionem, para que a situação melhore.

Ontem, mais um dia em que toda a gente da justiça apareceu. O Ministro, o Procurador, porque informados da entrevista de Vale e Azevedo, tentaram mostrar que eram "senhores da situação", mas acrescentaram muito pouco até porque mais uma vez será a justiça britânica como no caso Maddie a ditar o caminho.

Vale e Azevedo falou, atacou a justiça e bem, independentemente dos eventuais crimes e burlas que tenha praticado. A justiça tem de ser célere e eficiente. A portuguesa é tudo menos isso.

Vale de Azevedo, certamente bem aconselhado e escudado por advogados influentes britânicos, pôs-se sob a "protecção" da justiça britânica que a actuar, como no caso Maddie, jamais o sujeitará à morosa e pouco eficiente justiça portuguesa.

Daí ser pouco apropriado todo este aparato sobre Vale e Azevedo porque será mais um caso a redondar em pouco, para mal da justiça nacional.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?