.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-07-16

 

O nuclear em Portugal

Sou adepto de que se estude a viabilidade do nuclear em Portugal. Mais, sou defensor de uma decisão com alguma audácia.

Não é por Vitor Constâncio ter ontem vindo falar nessa hipótese, mas porque é preciso ensaiar e rápido outros modelos para a energia nacional. Aliás, já antes o dissera aqui.

Alguns passos têm sido dados, mas nada que permita dizer: temos no terreno uma nova política energética.

Portugal encontra-se "desapetrechado" em saber, desde há uns bons anos, pelo menos ao nível de Estado, porque decidiu desactivar serviços mínimos nesta matéria.

Bem sei que é fácil adquirir a tecnologia, mas sem haver gente que a domine sob diferentes ângulos é ainda maior o risco.

Mas atenção, os impactes negativos da actual crise energética com o nuclear apenas ficariam reduzidos, uma vez que os consumos de petróleo continuariam só que em menor escala.


Comments:
Refira-se que 21% da electicidade dos países da OCDE tem origem no nuclear. Se se pensar nos investimentos em curso, incluindo a "verde" Finlândia, fica-se sem perceber as hesitações deste governo em dar luz verde ao debate livre e sério. Pergunta-se mesmo quais são as peias?Pressão dos grupos?
 
Governo quer carro eléctrico. Porque não quer electricidade muito mais barata pela via nuclear!
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?