.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-09-24

 

Uma grande embrulhada na Câmara de Lisboa!

A ser verdade o que a comunicação social vai revelando, embora com a necessária ponderação da análise dos factos, parece que basta levantar ao de leve uma pontinha do véu para que as histórias na CML comecem a deslizar por entre os dedos que nem cerejas.
Não deixa de ter "alguma graça" tocar, diria a quase todos, a desgraça da instituição nacional, a cunha.
Quem de nós até hoje directa ou indirectamente não teve uma cunha, sendo mais brando, um pedido às vezes até para interceder junto de outrém?! Uma cunha a três. Quem nunca esteve numa situação destas é uma ave rara, quase diria, não existe.
Quem na vida teve a feliz sorte de nunca ter enfrentado esta situação?
Fo`/é apenas um empurrãozinho, é verdade, nada de grave. Mas...não deixa de ser contribuir para uma benesse, quantas vezes justa como sair do rol dos esquecidos. Até por vezes somos nós que nos pomos a jeito ou até damos azo a que nos venham meter uma cunha.
Pior são aquelas cunhas lá bem do alto que pensamos duas vezes, como as tornear, porque são cunhas com insistência e quantas, quantas não existirão?

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?