.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-10-01

 

Haverá crença?

Quem não tem as suas crenças, a diferentes níveis? Poucos, penso eu, porque caso contrário, a vida seria muito insonsa.

Não me estou a referir à crença "religiosa". Essa cada qual escolhe, embora ache que também aqui a informação e a acumulação do conhecimento também poderia ter papel importante. Não sou crente nesse sentido. Sou crente de "causas ou coisas", de modo dinâmico, não cristalizado, pelo que tenho as minhas desilusões.

E, assim, nascem as muitas desilusões da vida, sobretudo na política, com os comportamentos das pessoas.

O que vou dizer, embora se trate de uma pessoa, nada tem de ad hominem. Não conheço a pessoa, nem sabia que existia (é normal) antes de assumir certo cargo que deixou por motivos tidos por falta de aptidão/jeito para o seu desempenho, pelo que não consigo atingir a nomeação de quem falhou como director da PJ, ser agora nomeado para inspector do Ministério Público.

Se eu fosse trabalhador do Ministério Público lá se me ia mais uma vez, temporariamente, a crença.

Comments:
Isto não é uma crença é uma angústia. Como eu o percebo!!
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?