.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-10-23

 

Quando vai a ASAE actuar nos táxis?

Os donos dos táxis queixam-se de tudo: impostos, combustíveis, etc.

Provavelmente terão muita razão.

E eu queixo-me dos táxis. Ultimamente tenho recorrido bastante ao táxi. Desde a limpeza, a carros que não oferecem o mínimo de segurança, a motoristas a fumar quando vão vazios, ... há de tudo.

Ainda esta manhã utilizei um taxi. Saltavam -lhe as mudanças e o incómodo era visível, tanto que, a dada altura, reagi e o motorista diz-me, sabe a ASAE aqui não funciona porque senão mais de 50%, sobretudo das frotas dos grandes proprietários de táxis eram retirados do mercado pois não têm condições exactamente como este que é duma dessas frotas. "Um dia destes sou eu que chamo a ASAE" - dizia-me o taxista. Entusiasmei - o porque de facto o utente não tem de aguentar aquelas "pocilgas"


Comments:
Muito deveria!
 
Muito boa tarde, tomei conhecimento deste seu artigo através de um fórum e de uma pessoa amiga, gostava de deixar a minha opinião apenas no sentido de defender tantos motoristas de táxi que andam por aí e que se preocupam com o bem estar dos clientes.
Sou filho de um motorista de táxi que exerce a profissão vai para 57 anos, eu próprio sou motorista á 18, sempre exerci a minha profissão em Santarém e não era capaz de o fazer numa grande cidade. Esta minha decisão prende-se apenas com o facto de gostar de ficar a conhecer quem me entra pela porta dentro, nunca me esqueço de dizer bom dia, quando me pagam digo obrigado e muito raramente me esqueço da cara do meu cliente.
Embora não consiga manter sempre a minha viatura num brilho por razões obvias, não deixo de entre cada serviço que faço dar uma vista de olhos para ver se fica alguma coisa esquecida, depois então vejo se o banco e tapetes estão em condições.
Poderá nesta altura estar a pensar que o motorista de táxi de Santarém é perfeito e que se está a armar em bom, de facto isso não acontece apenas por uma razão, em Santarém há apenas 32 táxis e ainda é uma cidade onde toda a gente conhece toda a gente, como é fácil de perceber seria mais fácil ficar sem clientes do que limpar os tapetes.
Não sei onde mora e onde ultimamente tem apanhado táxi, não sei se a ASAE tem mandado parar táxis ou não, nem sei muito bem se o podem fazer ou qual o organismo que o deve fazer, o que acontece por aqui e com alguma frequência é a PSP de Santarém quando está a fazer uma operação STOP, abrir as portas do táxi, espreitar para dentro do carro, se encontra algo que não está em conformidade manda limpar e se está mesmo fora do que é aceitável, passa a respectiva contra ordenação.
Quando apanhou o tal táxi, aquele que lhe saltava as mudanças, devia estar a ser conduzido efectivamente por um taxista e não por um motorista de táxi, pode parecer a mesma coisa mas não é, eu sou motorista de táxi porque faço e irei continuar a fazer disso o meu modo de vida tento dignificar a minha profissão o mais possível, o outro é taxista porque talvez tenha ficado sem o seu emprego e então como precisa de ganhar dinheiro, caiu de paraquedas num banco de um carro e já está, foi ordenado taxista.
Sei que é fácil ter a tendência para generalizar, sei que há bons e maus profissionais em todo o lado, sei que há inúmeras queixas sobre a minha profissão, mas caro senhor, se um dia for oportuno venha até Santarém, visite a cidade e viaje de táxi, vai ver que não se arrepende.

Um abraço
Luis Alexandre
http://www.vaiderastos.blogspot.com
 
Muito bem vindo este comentário por trazer achegas interessantes e por alertar para o perigo de generalizações que eu não fiz. Apenas usei um dado do motorista que me transportou e não afirmo que seja exacto/correcto. Agora que na cidade de lisboa muitos são os táxis a que a ASAE devia estar atenta é um facto.
Meu caro luis Alexandre escreva sempre.

João Abel de freitas
 
Infelizmente em Lisboa, talvez seja a pior praça de Táxis que conheço. Eu próprio já fiz a experiência de (Fazendo a Formação obrigatória para obtenção de CAP) como motorista de táxi e conheci bem os meandros de Lisboa. Acredito que muitos por necessidade e outros por opção, (pois é uma actividade até simpática e agradável)são forçados ás condições precárias que os Barões / Empresários impõem a quem precisa. Viaturas que já nem oferecem segurança ao motorista quanto mais aos passageiros! Se todos os que pretendem ou necessitam de iniciar esta actividade, se unissem e fossem mais exigentes, acabariam por dignificar melhor esta actividade. A formação tem um componente civíco muito forte mas as pessoas depois relacham-se e escolhem por vezes mal as companhias... Existe em Lisboa também muitos bons Motoristas de Táxi. A definição de "Táxista" não existe no dicionário de Português. Confirmem.
É um estrangeirismo de "Taxidriver" como imortalizou o Robert De Niro no seu filme já com várias décadas de existência. Quando se na própria comunicação social se menciona a palavra taxista, vai mal este país com uma adulteração da nossa lingua.
É de referir também que os motoristas de táxi fazem muitos sacrifios e periodos nocturnos sempre disponiveis para qualquer cidadão que necessite de um transporte ligeiro rápido e acessivel. Chefes de familia, deixam os seus lares com os filhos e esposas a dormir e lá vão eles para o frio da noite, porque precisam de pagar os seus encargos. Quando se fala mal desta classe, a maior parte das vezes, não se fala das condições em que trabalham. Perguntem quando andarem de Táxi. Também existem já alguns com estudos superiores e pessoas que já tiveram empresas próprias de outras áreas.
Cumprimentos a todos.
Carlos Alcobia
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?