.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-11-13

 

Claramente em perda a equipa da Educação

Uma avaliação do desempenho das pessoas na sua vida profissional é uma necessidade básia.

Daí, os professores devem ser avaliados. Nunca foi isso que se fez em Portugal. Nunca fez parte da nossa cultura e, como tal, a resistência a qualquer sistema, a tudo quanto é novo.

Os sindicatos nunca mostraram querer de facto a avaliação, vão dizendo que sim, mas pondo todos os obstáculos e, deste modo, sabem/sentem estar a recolher apoios.

A Equipa da Educação, tendo razão no querer montar um sistema de avaliação, não tem sabido conduzir o processo que é complexo, tanto mais face à resistência da classe apoiada pelos sindicatos.

Correia de Campos também tinha razão e até mais que a actual equipa da Educação e caiu.

Sócrates como com Correia de Campos não pode deixar de apoiar a Equipa, até ao dia em que entenda dever mudá-la.

Já vai sendo tarde, e a situação está a preciptar-se. Hoje ver-se-á o que vai dar a reunião dos conselhos executivos do distrito de Coimbra. Se decidirem solicitar a suspensão, a José Sócrates a margem de manobra passa a ser muito estreita.

Francamente, não era preciso chegar aqui. O país nada retira deste braço de ferro: 100 mil há uns meses e agora 120 mil é muita gente. Se a isto se juntar o pedido de suspensão em Coimbra, pergunta-se: o que resta?


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?