.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-11-04

 

Rua

Miguel Cadilhe empertigado e em permanente desconforto com a nação que não repara na alta personagem que o habita, perdeu uma boa oportunidade para estar calado. Veio protestar contra a nacionalização do BPN. O banco das lavagens de dinheiro de centenas de milhões de euros, em offshore (Correio da Manhã, hoje) , que vinha sendo há muito denunciado na comunicação social mas no qual Constâncio por mais que olhasse não via o menor indício. Banco da respeitabilíssima governança do PSD/CDS. José de Oliveira e Costa, ex-Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais do Governo de Cavaco Silva (célebre por muito apreciados perdões fiscais a varias empresas) e que acenava para Victor Constâncio que ia tudo bem; Dias Loureiro, ex-ministro da Administração Interna de Cavaco Silva e até há pouco ligado à Sociedade Lusa de Negócios dona do banco; Daniel Sanches ex-ministro da Administração Interna de Santana Lopes também ligado à SLN, e por aí fora, uma fila gente de grande sustento.
Pois Cadilhe, que se devia esconder por trás do balcão do banco, veio à boca de cena das televisões espingardar contra a nacionalização pelo Governo quando "havia outras soluções." Entregar-lhe o ministro das Finanças uns setecentes milhões do Zé contribuinte mas sem meter o nariz nos fauteuils do Conselho de Administração.

Comments:
Eu penso que tão disparatada intervenção,

Cadilhe só se pode estar a recolocar em postura de candidadto a presidente do PSD,

depois de MFL ser desactivada da estratégia cavaquista

penso eu...
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?