.comment-link {margin-left:.6em;}

2008-12-10

 

Os deputados têm de ir à terra


Nem todas as sextas-feiras são santas. Mas a sexta passada foi abençoada porque fazia ponte para um feriado religioso. E como não há lisboetas, todos têm raízes na província ou nas regiões autónomas, é muito natural que queiram ir à terra assar castanhas, ver a neve ou o mar. Não há castanhas, nem mar, nem neve em São Bento. Só paredes com retratos antigos, alguns deles a lembrar quanto fomos heróicos em Africa. E o povo compreende as saudades e a dor de cabeça que é passar o início de um fim de semana prolongado a discutir avaliação de professores. Ainda se o tema fosse incompatibilidades, ética e deontologia...enfim...teorias.
Mas se há pessoas que admiro são aquelas que assinam presenças e piram-se. Acontecia em algumas greves, sobretudo da função pública (inclui professores) mas ao contrário dos deputados. Não apareciam (contava a ausência para a estatística do sindicato) mas no dia seguinte colocavam a rubrica no livro do ponto.
São Sócrates tem um deus qualquer que o protege contra as asneiras do PSD, espécie de partido católico não praticante. Não ponham umas velinhas à santa!
Comments:
Velinhas à Santa do PSD porque a da ladeira já se pirou e já não há milagres. A Santa do PSD tem apóstolos como Vasco Graça Moura que encontra justificação para tudo. E o Sócrates,cansado da guerra deste país, lá vai tendo as sondagens que lhe levanta o ego.
 
Cansado deste país estão os portugueses.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?