.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-01-20

 

Obama, Hoje, Presidente

Será mesmo uma nova era como diz o Dr. Mário Soares no seu artigo do DN A NOVA ERA?

Ou será apenas uma era de algumas novidades como a da eleição, pela primeira vez, de um afro - asiático americano para Presidente dos EUA?

Será mesmo que a chegada de Obama ao poder vai trazer um novo tipo de relações entre os EUA e os restantes países? Um tipo de relações mais cooperativo e menos de domínio de grande potência e, neste caso, como encará as relações com potências emergentes como a Rússia e a China? Irá, por exemplo, abandonar o projecto de um escudo anti-míssil na Europa, de que infelizmente face à Rússia e para agradar a Bush, a UE não se portou nada bem para quem diz que quer estabelecer relações de confiança com a Rússia e bem precisa?

O Médio Oriente vai ser mesmo uma prioridade para Obama? Mas com que estratégia? De forma séria irá lançar as bases da criação de um Estado Palestino? Israel aproveitou-se deste tempo de que já nem Bush era Presidente a sério nem Barack Obama tinha poder para desferir um golpe muito duro sobre os habitantes da faixa de Gaza. Reduzir a influência do Hamas não é cercando os palestinos, reduzindo o acesso aos abastecimentos e matando-os pela guerra. Haverá certamente outros meios e outras formas mais convincentes.

E o atoleiro do Iraque e o Afeganistão, já para não falar do Irão sempre sob a ameaça de Bush? Que medidas firmes?

Para ser a tal era nova de que Mário Soares fala, são necessárias políticas muito bem firmes e sustentadas para enfrentar estes e outros problemas e, nomeadamente, a crise económica muito grave e muito profunda, onde a Europa está talvez mais atolada que os próprios EUA que estiveram, pelo conhecimento actual que temos, na origem de tudo.

Esperemos que a sua simpatia seja muito mais do que simpatia e que a equipa escolhida seja capaz de o apoiar a fazer obra histórica, certamente para os EUA em primeiro lugar e outra coisa não é de esperar, mas no Mundo e em várias frentes e domínios.


Comments:
O autor faz bem em não chamar negro a OBAMA, como erradamente se diz ou se vê por aí escrito, mas afro-asiático americano. "À portuguesa" um cabo verdiano.
 
Quando Mario Soares o diz está dito
 
Hope is (almost) all we need!
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?