.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-03-28

 

Sócrates e o caso Freeport

José Sócrates vai processar Charles Smith por causa do DVD gravado pelo Freeport, de que se falava há vários dias, em que este acusa Sócrates de ser "corrupto".

José Sócrates saiu com um comunicado após a divulgação do filme onde num dos pontos afirma e passo a citar: "Dei já orientação ao meu advogado para agir judicialmente contra os autores desta difamação".

Contra a TVI que passou o filme está a ser ponderado se o processo avança ou não.

Não me parece, porém, que as duas situações possam ser postas ao mesmo nível, porque o primeiro cai no âmbito da difamação e o segundo tem a ver com o direito/liberdade de infomação, matéria de natureza bem diversa.


Comments:
Correcto!... Um abraço.
 
Se me permite uma pergunta:
Um orgão de comunicação social quando publica, tem ou não de verificar à exaustão as fontes? Não divulgá-las, atenção, mas verificá-las e contra-verificá-las?
Lamento mas não concordo totalmente com o que escreve, liberdade de expressão é um direito fundamental numa democracia, mas que seja verdade e defensável enquanto tal. Se o visado considera que é falso e sendo o caso, a TVI divulgou uma peça sem ter verificado a sua veracidade, ou seja difamou. Isso não é liberdade de expressão.
Como não sabemos se é verdade ou não,o visado tem o direito de se defender e a TVI também. Nenhum deles deve estar imune. Nenhum. Cordialmente, Sofia.
 
Sofia, olá

Não defendi a posição da TVI. Referi apenas que são duas questões que se posicionam em matérias e níveis diferentes.

Poderei estar de acordo consigo se, se provar que a TVi "prestou-se" com a exibição do DVD a entrar num processo de calúnia a José Sócrates.

Para isso será necessário por a TVi em tribunal. E ainda não sei a que conclusão chegou o advogado Proença de Carvalho, para José Sócrates avançar ou não com o processo contra a TVi.

Eu não posso saber os passos que a TVI deu, antes de publicar o DVD.

João Abel de freitas
 
O que essa espelunca que dá pelo nome de TVI faz, é tudo menos informação.
 
João Abel de Freitas,

Sim, percebo o que quer dizer e concordo. Sofia
 
Oh, Sofia!

Você aí longe, ou seja, no centro das decisões, infelizmente retardadas e, por vezes, com pouco impacto, faz falta neste Blog, muitas vezes a alertas sobre a clarificação de ideias. Comente sempre.
João Abel de freitas
 
Neste país, há pouca seriedade e muita especulação fácil.
Percebe-se que as pessoas se questionem sobre se é sério um canal como a TVI "especular" sobre o Freeport sem objectivos escondidos, sobretudo quando têm os programas de 6ª feira, onde tudo acontece, menos jornalismo. Nada contra, só que isso deve ser assumido como campanha anti-governo.
 
Diz a Sofia que "Se o visado considera que é falso e sendo o caso, a TVI divulgou uma peça sem ter verificado a sua veracidade, ou seja difamou."

Ora por essa ordem de ideiasquando o visado diz que uma notícia é falsa há sempre difamação. Será porque o visado diz sempre a verdade?

Recentemente vimos que tantos visados que vieram desmentir notícias sobre si (Fátima Felgueiras, Ferreira Torres, Valentim Loureiro, Mesquita Machado,...) mas isso não quer dizer que as notícias não sejam verdadeiras.

E esta? Será diferente? Porquê?

A questão de fundo é que, mesmo que não tenha havido pagamentos por baixo da mesa, a decisão política toma da neste caso concreto por JS foi desastrosa, contrária ao interesse público, contrária à defesa do ordenamento do território e do ambiente.
Até pode ter feito isso desinteressadamente, mas não deixa de ser uma decisão desastrosa. Como tantas outras que tem feito como PM.
 
O comentário anterior consiste em identificar uma decisão errada de josé sócrtes, entenda-se na opinião do comentarista, pois outros não pensam assim, com corrupção. Isto é "enviesar" tudo.
 
Errado Anónimo das 9h42.
O que se diz é que mesmo que não tenha existido corrupção a decisão política foi errada e iníqua.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?