.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-04-26

 

Madeira acordou ontem com bandeiras da FLAMA (2)

A FLAMA, como se sabe, intitula-se Frente de Libertação da Madeira e no seu activo integra vários atentados contra o património de muitas pessoas de esquerda ou conotadas como tal da Região Autónoma da Madeira, designadamente casas, carros e intimidações e ameaças pessoais várias como as tentativas de expulsão de pessoas da região ou de pessoas pelo simples facto de não terem nascido na Ilha.

A FLAMA esteve muito activa, entre 1975 e 1978, data em que o Dr. Alberto João Jardim assume a Presidência do governo regional. Um facto.

A sua história é desconhecida e as suas razões também. Processos criminais nunca houve. Apenas terá havido ajuste de contas entre alguns dos seus operacionais, com uma ou duas mortes no ajuste.

"O combate ao comunismo" diz-se ter sido um dos seus objectivos. Mas então porque até 1978, depois de se ter dado o 25 de Novembro?

Logo aqui começam a surgir as dúvidas...

Outros factos. Real, real é que, durante este trajecto, de 1978 até agora, um pequeno grupo de deputados do PSD/M, de forma mais velada algumas vezes e menos outras, mantiveram em lume brando "a chama da FLAMA", alteando-o um pouco quando, pelos lados de Lisboa, corria algo que na Madeira o PSD entendia como negativo. Foi ainda o que aconteceu, em 2006, quando o deputado Coito Pita, em plena discussão da proposta de Lei das Finanças Regionais na ALM, vem acenar de que tinha informações que a FLAMA poderia ser activada. Outro facto

Será de perguntar então (2006) tinha e agora não tinha?

Quaisquer que tenham sido as razões deste aparecimento e as conivências que houve, porque apesar do "folclore" alguma organização teve de existir, só não se percebe o que fazem e por onde andaram/andam as forças de segurança da Região? E se vão andar ou se tudo vai ficar na mesma?

Provavelmente "de férias", um clima convidativo. Até há quem diga que é durante todo o ano convidativo.

Comments:
E como explica que as afirmações do Coelho depois da bandeira nazi?!
 
Não sei explicar as afirmações de José Manuel Coelho porque infelizmente não as conheço. Limitação minha. Depois, não estou contra a que se discuta a Madeira, o seu estatuto e a sua evolução. Até estou disponível para entrar nisso. Mas que se faça essa discussão na base de organizações credíveis. Agora discutir a Madeira na base da FLAMA é como pôr a hipótese de discutir Portugal na base do ELP.
João Abel de Freitas
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?