.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-05-10

 

Um ADN em frangalhos

Não se sabe quanto "pesa" o ADN da Drª Manuela Ferreira Leite no ADN global do PSD, para usar a terminologia do Ministro Manuel Pinho utilizado hoje na entrevista TSF/DN. Mas de certeza terá um peso menor tendo por medida a soma do ADN dos líderes de facção, seus opositores, que são muitos e muitos mais serão quando acabar este ciclo eleitoral.

A Drª Ferreira Leite vem agora incorporar um novo elemento no seu ADN, "o medo", tentando comparar com a situação de antes do 25 de Abril ao afirmar "Antes tinha-se medo da prisão, agora de perder os negócios".

Acho que isto diz tudo, porque ela pouco sabe, pouco viveu da vida do que é ter "medo da prisão". Nunca se lhe notou nenhuma actividade académica, enquanto estudante universitária, ou depois para que pudesse ter interiorizado essa visão de medo de ser presa no regime de Ditadura. E, não foi por falta de ambiente, pois os seus tempos de vida académica foram coincidentes com tempos de grande perturbação, de grande repressão estudantil. Ferreira Leite manteve-se à margem.

E se vem agora falar do que não viveu, do que lhe passou ao lado, certamente o seu ADN não fica, assim, mais enriquecido com a adição deste novo elemento.


Comments:
Esta senhora pensa que não há memória e que pode dizer tudo quanto que lhe apetece, invocando assuntos de que não tem moral e devia ter vergomha pelo seu passado para falar.
O autor tem razão neste caso. Discordo dele muitas vezes, mas quem é a Dra Ferreira Leite para nos vir falar de medo da prisão?Ficu a língua queimada.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?