.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-05-11

 

O Bloco Central

É por demais evidente para mim que seria contra natura um governo de Bloco Central, como já aqui escrevi ao comentar os resultados da sondagem, porque tal governo não corresponde às manifestações da base sociológica do País actual que é claramente favorável às esquerdas (60%).

Um governo de bloco central seria desnaturar os resultados da votação que se espera.

Menos sentido ainda faz centrar a "discussão" política que se está a promover a respeito das campanhas eleitorais que já estão no terreno, quando o tempo é de apresentação e crítica do que foi feito, e das causas reais do nosso atraso, de altenativas, de estratégias e de propostas futuras que levam o País a sair da crise, qualificar os portugueses e melhorar-lhes o nível de vida.

A discussão até para ser pedagógica deveria ser essa, embora não acredite que isso venha a acontecer.

Mas uma coisa era útil para o País e para as esquerdas, se minimamente se admite como possível governar à esquerda. Que as esquerdas de vez em quando para além dos ataques ferozes que entre si arremessam, encontrassem uns intervalinhos para mostrar em que se diferenciam e em que podem colaborar com responsabilidade, se é há campos de entendimento ou dito de outro modo se é que alguma vez os querem construir.

A existir este sentimento, o que me parece estar bem ausente das formas comportamentais, deveria ser possível encontrar os tais tempos de espaço para avançar com propostas.


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?