.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-05-16

 

O "tabú" Alegre

...Finalmente desfeito e com várias leituras.

Uma delas é a de que sai para construir a rampa de lançamento da sua candidatura à Presidência, como muitos o dizem.

Outra é a de que assim cria maior margem de manobra sem estar sempre em choque com o PS, sobretudo não há votações no Parlamento, o que lhe pode aumentar as bases de apoio.

Por outro lado e contrariando o que o próprio Manuel Alegre havia dito, que o seu problema não era de mercearia, não desiste de propor nomes amigos para as listas de candidatos a deputados. Assim, o que mudou foi a designação, deu-se-lhe outro nome e negociar nomes passou a não entrar nos produtos de "mercearia".

Manuel Alegre corre riscos. Se optar por tentar ser "um federador" das esquerdas "hostilizando" o PS, pode complexificar "o estatuto que pretende" obter na sua candidatura a Belém e quem sabe até não obter o apoio formal, mas mesmo não hostilizando as outras esquerdas ou se quisermos ser mais precisos, o Bloco pode deixar de ver tanta utilidade na aproximação como até aqui.

Uma outra leitura é que Alegre sem deixar o palco comece a pensar que também já não é um jovem e pretenda ter algum tempo para si.

Desfez-se o tabú, certamente com algumas desilusões.


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?