.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-06-23

 

23 de Junho - A noite de S. João

Esta noite tipicamente portuense, felizmente há uns bons anos, também a vivi várias vezes em boas companhias com muitos amigos da República de estudantes 24 de Março do Porto e com vários de várias de Coimbra. A alguns desses amigos, infelizmente perdi-lhes a bússola (a vida tem destes males). Apetecia-me bastante falar dos martelinhos que, segundo ouvi, também a crise os atacou.

Esta da crise dos martelinhos não me cai bem, aceito-a na maior das dúvidas. Parece-me mais conversa para encher écran de TV. O país está numa de lamúria, onde até o manifesto dos 28 economistas, tidos por muito célebres, se encaixa muito bem, apesar de alguns terem de ir "tirar a carta" para o título. Se, para se ser engenheiro, há que ter um certo percurso académico, façamos justiça às outras ordens. ... Não sou defensor do canudo para dar crédito a quem fala de economia, como muitas vezes não reconheço a quem tem o canudo que fale bem de economia. A vida quando bem vivida ensina-nos tudo isto, mas ...

Mas tudo isto vem a propósito de que me sinto angustiado com o Presidente da República de 30%.

Ouvi hoje que o Presidente Cavaco Silva lá no estrangeiro onde anda continua na tendência inclinada de optar por fazer coincidir datas de legislativas e autárquicas. Não é ilegal, ele pode fazê-lo. Mas assim alinha taxativamente com Ferreira Leite e Pacheco Pereira. Só me interrogo, deita fora os restantes 70%?


Comments:
Meu caro amigo,

Mas Cavaco Silva precisa dos 70% para quê?

Quem lá no fundo foi fascistóide, o que lhe basta é o mando.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?