.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-06-13

 

Será possível ao PS ainda dar a volta?

Nestes dias fora da capital para um curto descanso, tenho falado com várias pessoas sobre os resultados eleitorais e o ciclo que aí vem.
Logo na segunda feira encontrei uns quantos derrotados muito apreeensivos e à procura de bodes expiatórios.
A conversa animou pois há intocáveis em quem não se pode tocar. Já o desgraçado do Vital leva com todas as culpas. Certamente teve algumas, mas que eu saiba não estava só, não fez sózinho a campanha e sobretudo não foi ele que fez a lista, onde claramente havia pessoas que sem por em causa a sua qualidade, não deveriam estar em dois carrinhos ao mesmo tempo. Aquilo cheirava muito "a tacho".
Indo um pouco mais ao fundo do tema.
Não considero as europeias como uma primeira volta e também porque o PSD não teve grande resultado, teoricamente seria possível ao PS inverter a tendência de voto.
Até nem se percebe porque razão o governo não se preparou para as europeias com uma remodelação ministerial. Têm de ser dados sinais e até me parece que continua a mesma linha, do não saber ou não querer explicar as medidas, quando todos nós vemos que nisso está uma das razões fortes, para além de várias medidas e "guerras" quantas vezes pouco entendíveis.
Veja-se o exemplo do Ministro da Agricultura. Ele diz sempre o mesmo. Os agricultores têm tido mais dinheiro que antes. Ou por não dizer onde foi aplicado, ou por não dizer para que projectos e empresas foi canalizado, o real é que ninguém acredita no que ele diz e um ministro sem credibilidade...
Mas há muitos mais exemplos.
Neste contexto, quando toda a gente PS sonhava com uma maioria bem alicerçada, agora facilmente passou para a defesa da honra do convento: perder por poucos, pelo menos lá no íntimo é o que detectei e agora vai ser dificil, mesmo muito difícil a direcção do PS, ou seja José Sócrates, apontar objectivos para as legislativas que sejam credíveis para a sua própria casa.

Comments:
Este governo do PS é muito mau. A ministra da educação é um desastre e estraga, devido ao modo incompetente como gere as coisas, os melhores objectivos e projectos - a avaliação dos professores e o ensino profissional, por exemplo, eram excelentes ideias que se tornaram autênticos pesadelos devido à incompetência técnica e política da ministra e da sua equipa.
O PM é um político de plástico que se baseia nas aparências televisivas e que confunde a realidade com os eus desejos - para não falar no cortejo de trapalhadas que o persegue.
Por isso, espero que não seja "possível ao PS dar a volta"! Merecem perder!
 
Merecem perder para quem? É preciso ser mais explícito, uma vez que a alternativa é o PSD.
 
Merecem perder para - à falta de melhor - o PSD!

O PSD tem um montão de defeitos, quase todos partilhados com o PS, mas mesmo assim é melhor que o PS -mais liberal, mais reformista (o reformismo do PS como se está a ver é só fogo de vista), tem melhores cabeças...
 
A verdade é que o PSD não se apresenta como alternativa, mas sim como partido de pura oposição e sem projecto de governo. Ideais para o País? Projectar o País para as próximas décadas? Não, o importante é destruir tudo o que seja de ideias para o país até às eleições.
 
É uma discussão do caraças esta.
Afinal, a conclusão é muito simples. É indiferente para muita gente ser o PS ou o PSD a governar. Muitos desses que se dizem de esquerda até preferem o PSD.

Muito bem, governem. Governem. Acabou-se. Não vale a pena o esforço de ir votar.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?