.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-09-30

 

Deve & Haver (4)



As coisas nem sempre parecem o que são. Cavaco Silva acabou por prestar um bom serviço à República, suscitando a questão da segurança dos sistemas informáticos do Estado. Foi desajeitado em relação à inventona plantada no PÚBLICO, mas suscitou uma onda de reflexões que acabou por pôr em relevo algumas fragilidades efectivamente existentes.

Lendo, por exemplo, esta notícia, poder-se-ia perguntar: há alguém a dormir na forma?

Há males que vêm por bem...

Comments:
Só não vê quem não quer. E o Manuel Correia parece que cegou.
O PR quis dividir os portugueses, baralhar, manipular.E o mais extraordinário é que há ainda quem queira salvá-lo. Cavaco enterrou-se e não desmentiu os dois artigos do jornal "Público" em Agosto passado, sobre as alegadas escutas a Belém mais o "espião" assessor de Sócrates na Madeira a "cuscar" a visita oficial à ilha em 2008, ou seja, há mais de um ano.
Mas...pasme-se! O PR achou, sim, que o e-mail do Publico - trocado entre jornalistas - e publicado no DN, que denuncia a "encomenda" que deu lugar às duas noticias recentes, como fora de prazo.
Tenhamos vergonha. Como é possível, alguém defender um comportamento destes. Quanto à segurança informática...só agora o PR descobriu as vulnerabilidades do sistema? Afinal, temos um PR infoexcluído. Mas há um saída dada pela Constituição da República no seu artigo 131ª

Renúncia ao mandato

1. O Presidente da República pode renunciar ao mandato em mensagem dirigida à Assembleia da República.
-------
Assim, não dá, senhor Manuel Correia. Está a defender o quê, quem, e porquê?

CS
 
Os súcias já tentaram noutros tempos condicionar Ramalho Eanes!

Súcia-à-la-portuguesa!

Quem não os conhece que os compre!
 
Meu caro CS,

não sei se teve oportunidade de ler a notícia para a qual o meu poste aponta. Fico com a impressão que não.
Aquilo que penso sobre os anjos e os demónios da vida política portuguesa está perfeitamente claro nos meus postes.
Retenho, no entanto, uma frase do seu comentário que me parece apropriada, face à obsessão (ou à jogada esconsa?) da demissão de Cavaco Silva. A pressa trai o sectarismo.
Como o meu caro diz: "tenhamos vergonha"!

Cordialmente
 
Caro MC,

Este seu naco de prosa diz tudo:

"...foi desajeitada em relação à inventona..."

DESAJEITADA?

Cumprimentos

Duarte
 
Caro Duarte,

acho, de facto, que Cavaco Silva tem falta de jeito. Assisti a numerosos episódios de plantação de escândalos ou de silêncios (mentiras tão peritas que não podem sequer ser bem descritas, e censuras tão rasas que cortaram bicos e asas) e aprendi que, para esse tipo de lances surtir efeito é necessária uma cadeia de cumplicidades que, invariavelmente, dá a oportunidade de uma jogada de antecipação ao adversário.
Se atentar no modo particularmente agressivo com que João Marcelino e o DN tratam Cavaco Silva, compreenderá que há várias guerras instaladas e que Cavaco & Lima meteram os pés pelas mãos, enquanto, da parte adversária, simplificaram uma narrativa que deixa a impressão que o seráfico PS foi vítima (mais uma vez) do tenebroso Cavaco/PSD.
Se acha que aquele meu "naco de prosa" diz tudo, pois bem, é lá consigo. Lamento contentar-se com tão pouco.

Cordialmente
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?