.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-09-28

 

Radicalismo, arrogância e... cegueira

Com os votos contados e os resultados conhecidos a intervenção de Louçã quanto a eventual política de alianças à esquerda só tem uma leitura ou é ele o primeiro-ministro (ou quem diz o quê e como) ou então tudo fará para inviabilizar um Governo de legislatura do PS. Até que surja uma alternativa... do PSD,  claro.
Além de que uma concertação política à esquerda que mais não fosse por razões aritméticas decorrentes do nº de deputados, implica acordos com Jerónimo de Sousa.
Em matéria de política de alianças a clarividência do BE pede meças à do PCP. Ou Louçã (o economista ou o esquerdista?) acredita que a grande crise mundial que atravessamos é o colapso do capitalismo? Ou não percebeu que a grande crise não tem Sujeito que a faça parir uma revolução? E que revolução?

Comments:
Oh!, meu bom Raimundo, parece que não te apercebes que o PS vitorioso, já não o é com maioria absoluta. O povo ainda quer o PS, mas um pouco menos. Ir já de encontro ao Louçã, preparando o terreno para justificar o mais que previsível isolamento e dramatização do ex-futuro 1º Ministro, é como um disco gasto. Toca, mas percebe-se que já está riscado.
Em todo o caso, parabéns pela vitória. Não esperava que tantos eleitores padecessem do síndroma de Estocolmo.
:))
 
Manuel Correia: Ele perceber que o PS já não tem maioria absoluta até percebeu pois que escreveu "Além de que uma concertação política à esquerda que mais não fosse por razões aritméticas decorrentes do nº de deputados, implica acordos com Jerónimo de Sousa." ...
 
O BE quer impor. Muito bem.

Então o BE que explique (ou quem o apoiou) e de modo que se perceba,(sim porque nem todos são Drs)quanto custarão as suas medidas.
Uma delas: Reforma com 40 anos de descontos independentemente da idade? Quantos vai abranger? Quanto vai custar? Como vão arranjar o dinheiro?
Será com os lucros dos PPRs do Louçã? Será com os lucros dos investimentos dos outros dirigentes do BE?
Gaita expliquem onde vão buscar o dinheiro só para esta medida?
Exigir que se faça isto e aquilo é muito fácil, quando não são eles que tomam as decisões.
 
"Então o BE que explique" ??? Mas eles nem sequer se dignaram explicar a sua proposta de eliminação das deduções fiscais da saúde e educação, iam lá explicar o que quer que fosse.

Não. Os BEtinhos sentem-se ungidos pelo direito divino de pastorear a plebe. Como aliás todos os betinhos filhos de pais ricos.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?