.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-10-23

 

Marcas da Moderna (e muitíssiiiiimooooo moderada) Esquerda (1)



A direita separa a economia da sociedade. Diz que põe as empresas antes das pessoas, porque são as empresas que produzem bens e serviços, e geram emprego, enquanto as pessoas (os trabalhadores por conta de outrem em larga maioria) são "apenas" indivíduos, isolados e incompletos, cujas existências só ganham algum sentido no mercado.

Ora como as empresas são entidades abstractas que apenas ganham sentido quando as relações dos que lá trabalham lhes dão vida e algum sentido, a direita isola os empresários dessa teia de relações, protege-os e considera-os os seus interlocutores privilegiados.

Atentando na passagem de Vieira da Silva do Ministério do Trabalho para o da Economia, o que poderemos nós inferir, enquanto o programa do governo é cozinhado?

Que Vieira da Silva espera ser bem recebido pelo novo público alvo, em virtude do seu desempenho à frente do Ministério transacto?

Sim. Não só esperaria, como já recebeu, nas últimas horas, uma série de manifestações de apreço por parte de alguns dirigentes da direita e grandes empresários.

Com sinais de "esquerda" deste tipo, o PSD pode fazer descansadamente o tratamento termal de que anda tão precisado.

Ninguém dará pela sua falta.

Comments:
Este Correia (de transmissão?) ou é um desses ortodoxos do PC ou então usa os mesmos óculos escuros para a avaliação dos partidos. Faz aflição, coitado.
 
Quer-me parecer que quem anda com óculos de sol à noite é quem vê a "Esquerda Moderna" a ser aplaudida pela direita e pelo patronato e nem sequer se lhe levanta uma pequenina suspeita.

É confrangedor.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?