.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-10-12

 

"PS surpreende na vitória do PSD"

"Roubei" este título PS surpreende na vitória do PSD, por João Marcelinoporque acho que diz tudo o que, genericamente, se passou nas autárquicas de ontem.

Já aqui escrevera que o PSD iria ter o maior número de Presidentes de Câmara e que isso lhe dava a qualidade de partido ganhador.

Mas o PS surpreendeu, apesar da nódoa que foi a perda de Faro. Parece que o Algarve e a Madeira não se andam a entender com o PS, pois todo este ciclo eleitoral foi terrível nesse "desentendimento".

Mas, sem dúvida, a grande vitória, apesar de muito sofrida, foi averbada em Lisboa, não só pelo simbolismo, mas porque é a capital e ainda porque as forças em presença estavam aparentemente em desequilíbrio (a direita unida contra as esquerdas separadas).

Sobre esta vitória, há muita reflexão a fazer, nomeadamente no campo das esquerdas, pois o percurso poderia ter sido bem outro.

Comments:
No balanço nacional as coisas no fundamental mantém-se:

O PSD com mais câmaras e mais freguesias. E entre os dois o PS teve mais 20 câmaras e o PSD menos 20 câmaras.

E a CDU reafirmou ser uma grande força política nacional e a grande força de esquerda no poder local.

Na CDU foi triste a perda de Aljustrel, Beja e Marinha Grande mas soube muito bem recuperar Alpiarça, Crato e Alvito. Estivémos quase a ganhar Évora, (Mértola (48%) e Cuba (46%), mantivémos uma notável resistência nos grandes centros urbanos - Sintra, Oeiras, Lisboa e Porto. Foram muito gostosas as vitórias em Almada, Sesimbra e Setúbal.

No geral subimos nuns lados, baixámos noutros , aguentámos nos centros urbanos importantes e confirmámos sem margem de dúvida que somos a grande força de esquerda no poder local e uma grande força política nacional.

E espero que depois desta re-afirmação brilhante da força da CDU a nível nacional e no poder local acabem com o fado velho de mais de 20 anos de muitos coveiros frustados.

A CDU está viva e bem viva, mostrou que está para ficar e para ficar com os mais de 600.000 eleitores que confiaram na CDU para gerir as suas autarquias locais.

E que socialistas e sociais-democratas se deixem agora de farsas pois já não têm desculpas para a gestão de Lisboa e do Porto.

Denunciei aqui a campanha de assustamento que Costa andou a fazer em Lisboa com o fito de obter a maioria absoluta. Calculo que muitos que nele votaram para a Câmara e que votaram na CDU nas freguesias repararam agora que afinal o Ruben e a CDU falaram verdade e que sentem que nada ganharam com a maioria absoluta que o PS obteve.

A CDU é a força indispensável para a defesa dos serviços públicos, do bem público que é a água - e que mais de 40 municípios do PS e do PSD já privatizaram, tornando-a mais cara -, e dos interesses das populações. É a força que faz falta para fiscalizar a actividade autárquica.

É tempo de acabar com o fado da bipolarização hegemónica. A CDU é a grande força de esquerda do poder local e é-o pelo grande valor do seu trabalho autárquicos e pela honestidade, competência e isenção dos seus eleitos. E o que alcançámos foi a pulso, sem colo nem cavalitas.

Vale a pena apostar na CDU. Vale a pena apoiar a CDU!
 
Oh Luís você é mesmo o pobre coitado que escreve isto? É triste. A menos que tenha, digamos, 10 anos de idade. Esta conversa toda tem o propósito de se autoconvencer? Se isso lhe faz bem então está desculpado.
Não percebe que isto é uma conversa que envergonha qualquer pessoa razoável. Que só é possível escrever isto a coberto do anonimato. Aposto que você não ousa pôr a sua identificação debaixo desta prosa dum sectarismo de cego.
 
O Anónimo é que me parece que nem coragem teve se pôr o seu nome. Presumo que seja um dos paladinos da bipolarização hegemónica.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?