.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-11-28

 

Espreitar a Justiça


A. Moura Pinto no seu blog O AZEREIRO oferece-nos uma informação sobre o Acórdão Disciplinar publicado no Boletim Informativo III Série – nº2 – Outubro de 2009, do Conselho Superior de Magistratura que dá que pensar.
Não é uma informação que diminua os Juízes ou a magistratura (que bem precisa de apoio e prestígio, mas terá que trabalhar para isso) mas tão só para sabermos o que ela é. E o que serve para sabermos o que ela é? É sabermos o que faz e não o que diz de si. Ora julgamos saber que os Juízes são pessoas e não uns "ET" santificados por terem tirado um curso de direito e depois acedido àquelas funções. Há-os bons, maus e assim assim. Como em todas as profissões e magistérios. Se não houver uma rigorosa exigência dos órgãos que têm o dever de os observar, avaliar, promover ou sancionar e principalmente se não houver transparência no que fazem nas suas funções (não é no que dizem ao telefone ou no café, ou fazem no quarto ou no ginásio) que permita o adequado escrutínio público, como querem que não façamos um ar de comiseração quando se apresentam como "ungidos pela Graça" da isenção e acima do "pecado" dos humanos?

Estou a lembrar-me da áurea de isenção que rodeava o Prof. Paulo Pinto de Albuquerque no programa Os Prós e os Contras na excitada defesa da posição que comprometesse Sócrates, na controvérsia sobre as escutas que intersectaram em conversas suas por telefone com Armando Vara. Nomeadamente porque até há pouco era Juiz e era dado de barato que assim sendo deveria conservar a “unção” da imparcialidade, de estar muito acima da natural dúvida que cerca um político ou militante partidário.

Agora menos de uma semana depois ficamos a saber que … é o número dois da lista do PSD concorrente à distrital de Lisboa. Teria sido muito mais prestigiante para si se ali tivesse feito a sua declaração de interesses. Então sim ganharia, estou certo, um generalizado apreço e prestígio. Até porque os políticos e militantes partidários não estão diminuídos no seu carácter e inteligência e podem ser isentos e justos nas suas valorações.
__________

Com a fotografia mudei o Título.


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?