.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-11-29

 

Ler e Entender (3)



Voltemos à entrevista de Mário Lino ao Weekend Económico para acrescentar meia dúzia de comentários que faltam.

Aqui no PUXA, não muito diferentemente das suas outras intervenções públicas, Mário Lino prima pela frontalidade, com um à-vontade notável na comunicação, uma informalidade humanizadora que o tornam um interlocutor capaz de muita e boa conversa, apesar de estarmos advertidos de que na acção política não costuma alongar-se muito.

Por isso mesmo foi um dos ministros que mais se expôs, sem demasiadas reservas ou silêncios; sem evitar uma boa piada ou uma gargalhada genuínas, destoando um pouco dos punhos de renda cínicos e dos silêncios desdenhosos correntes entre os decisores políticos. Merece ser notada a naturalidade com que faz face às anedotas e dixotes que circulam a seu respeito - o ministro Jamé, o fugitivo da Ota - sem se mostrar agastado ou irritado.

Sem embargo de tudo o que anteriormente disse, saliente-se que José Sócrates perdeu um dos seus melhores ministros, enquanto o PUXAPALAVRA, em contrapartida, recuperou um dos seus melhores bloggers transviados.

A César o que é de César.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?