.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-11-22

 

Notas Soltas (3)





O Rosendo disse-me que acordou alagado em suor, vergastado pela memória de um pesadelo político. Paulo Penedos, que estaciona agora nas reportagens do tribunal de Aveiro atrás de Ricardo Sá Fernandes, sóbrio e evasivo, tinha ganho as eleições para secretário-geral do PS nos idos de 2002. Como se o calendário político se tivesse petrificado no fim do guterrismo e Paulo Penedos, tendo ganho a corrida contra Ferro Rodrigues, fosse (no pesadelo do Rosendo) actual líder do PS e 1º Ministro do Governo em exercício.

Ó Rosendo, essa não lembrava nem ao diabo! Que raio!

O suplemento Economia do DN de 29/10/2009 dava [ver aqui] uma ideia geral do trajecto político de Paulo Penedos. Remeti o link para o Rosendo e tentei reconfortá-lo. Vá lá Rosendo. Acalma-te. A verdade é que Paulo Penedos perdeu quase todas as batalhas políticas em que se alistou, com excepção daquelas em que apoiou José Sócrates e, claro, a da entronização na Confraria da Chanfana, em Vila Nova de Poiares.

Pois é pá, - condescendeu o Rosendo já mais sossegado.

Olha se ele tivesse ganho ao Ferro Rodrigues!?

Felizmente, temos o José Sócrates!

Uuufffffaaaa!

Estive quase para responder ao Rosendo. Mas hesitei...

Pronto, não lhe digo mais nada por hoje.

Depois de um pesadelo destes, aquilo de que um amigo precisa mesmo é de alguma paz e serenidade.


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?