.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-11-17

 

Professor Marcelo: magistrados de Aveiro portam-se bem, os de Lisboa... não

Num momento zaping apanhei-o - estava na hora dele - explicava-nos o que vemos, vimos e cheiramos, mas... não entendemos sem a sua intermediação.
Dizia ele. Enquanto a investigação (da Face Oculta) esteve em Aveiro nada transpirou para a comunicação social. Mas quando chegou a Lisboa o segredo de justiça passou para os jornais. Os magistrados em Aveiro - concluia - portaram-se bem. "Zandinga" não quiz ser excessivo e deixou àquela porção mínima de inteligência que atribui aos seus telespectadores a conclusão óbvia sobre o comportamento dos magistrados em Lisboa.

Nesta altura sorri e  fiz zaping ao professor, mas não sem antes lhe dizer - não sei se terá ouvido - "és muito esperto mas não caças ratos".

Ora é da mais elementar "esperteza" que quem esteja em Aveiro e não queira chamar a atenção sobre si espera que os CD's com as escutas ao 1º Ministro através das escutas ao Vara cheguem a Lisboa para as passar, com mais pimenta ou menos pimenta, aos media.
Portanto que quer o professor? Ecobrir os magistrados de Aveiro ou acusar os de Lisboa nomeadamente PGR e o presidente do Supremo?
Obviamente que chegarem as conversas escutadas aos media, fidedignas ou não, quando chegam a Lisboa, não diz nada sobre a origem da fuga.  A não ser ao professor.
Não me pareceu que o assunto merecesse a importância de uma posta aqui neste respeitável blog. Mas ao passar por aqui  que remete para este post  verifiquei que o caso não passou despercebido a outros e... não resisti.

Comments:
Seja como for quem divulgou a Face Oculta poupou o PS a grandes problemas.
Se o tivesse feito em Setembro,depois da anulação pelo Presidente do STJ, durante a campanha eleitoral, era capaz de ter provocado grandes estragos.
 
O Marcelo é "rato" como muito bem assinala R. Narciso. Mas R. Narciso não o é menos ao separar deste grande festival de compadrios e pouca vergonha apenas a fatia do segredo de justiça.
Rato por rato.

A. Teixeira
 
Caro Penin há por aí disponível pelos blogs outras teorias que consideram que depois de esticado até ao fim o caso das escutas (ao PR que afinal por ironia do destino o que havia, de facto, era escutas ao 1ºM)não havia espaço útil para mais coisas como esta. O Público passaria a desconfiar das razões da fartura de casos. Afinal ao que parece (não se sabe ao certo, nem em que termos) Sócrates foi apanhado a conversar ou combinar sei lá o quê sobre a TVI com o Vara.
Abraço
 
Anónimo. Só falei da compnente política do caso do polvo da "sucata" porque para mim não há corruptos do PS, do PSD, do CDS, ou de qualquer outro partido. Só há corruptos e sejam eles quais forem devem ser tratados com toda a severidade. Em especial devem ser obrigados e a quem tenham passado o roubo a devolver este com juros muito altos.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?