.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-11-17

 

Os Prós e os Contras do casamento gay

A primeira parte do espectáculo-debate andou em torno do referendo, defendido com muito calor e excitação por Bacelar Gouveia (PSD)  e  Ribeiro e Castro do CDS que vêem, tal como os grupos de católicos conservadores, neste instrumento legal, uma tábua de salvação contra a "fatalidade" da aprovação do casamento homossexual na AR. Bacelar Gouveia considera que é muito mais democrático fazer depender tal decisão do referendo. Mas não me parece bem colocado o problema. É idêntico a refendar o direito de as pessoas de raça preta casarem com pessoas de raça branca (caso real no século passado na África do Sul e mesmo nos EUA) ou mais atrás referendar se as mulheres devem ter os mesmos direitos que os homens.
É que o direito ao casamento entre pessoas do mesmo sexo não obriga ninguém a exercer esse direito. Fica apenas ao dispor de quem o queira exercer. Assim Bacelar Gouveia e todos os que se opoêm ao casamento gay não correm tal risco.
Bacelar Gouveia quiz galvanizar a plateia com a bondade do referendo para o casamento gay invocando o benefício que o instituto do referendo trouxe aos timorenses para ficarem livres da tutela Indonésia. Mas parece-me que o paralelismo estaria bem se o referendo em Portugal se restringisse aos homossexuais. Ou se o referendo nas antípodas fosse a todos os Indonésios (que incluia Timor anexado).

Etiquetas:


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?