.comment-link {margin-left:.6em;}

2010-02-12

 

[1933] O Presidente do STJ

deu uma entrevista à Judite de Sousa. Repetiu o que já dissera antes, que não havia indícios de crime nas escutas. Judite não se conformou e não se intimidando com a ausência do estado de direito (Paulo Rangel revelou isso mesmo, em Bruxelas, no Parlamento Europeu, a uma Europa estupefacta e estarrecida) enfrentou a ditadura e a censura prévia à RTP e ralhou com o Presidente do Supremo por não estar a confirmar as inventonas. 
É assim mesmo Judite! É preciso é pôr a Justiça na ordem.

Etiquetas:


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?