.comment-link {margin-left:.6em;}

2010-02-07

 

Mais uns tempos de suspeição

Nestes últimos tempos não têm faltado. Ora uns, ora outros.

Nas últimas eleições foi o Presidente. Agora é de novo o Primeiro Ministro.

Agora que está lançado mais uma onda de suspeição está.

Que este ambiente nacional não ajuda os ratings, todos sabemos ou devíamos saber.

Que interessa politicamente a uns e queima outros também sabemos.

Que a política vai ficando cada vez mais frágil é um facto.

Até porque nada se apura, nem se explica.

Há dias em conserva em grupo quando surgiu mais este mimo, comentávamos.

Lá vai o Procurador ter de abrir mais um inquérito à fuga de informação: Para quê?

Ninguém põe mesmo cobro a isto com uma atitude digna!!

Comments:
Cobro a quê? À fuga de informação ou ao esclarecimento das suspeitas? Não troco a liberdade de expressão e de imprensa pelas empresas de rating. José Sócrates pode não querer explicar, mas o problema não é só dele. E acumula-se. É uma atrás de outra. Será tudo invenção, cabala, perseguição ao primeiro ministro? Se sim, feita por quem? Porquê? Se não, afinal o que é que se passa, de verdade? Eu não tenho certezas de nada. Por isso questiono. Faço mal? Mesmo assim, o melhor é ser anónimo.
 
Mais um da "asfixia democrática" slogan que o Pacheco Pereira vendeu em má hora à Manela quando esta foi a votos.
"Será tudo invenção, cabala, perseguição ao primeiro ministro? Se sim, feita por quem? Porquê?" - pergunta o inocente anónimo. Oh filho morde aqui no meu dedinho! Para ver se já tens dentes ou és imberbezinho.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?