.comment-link {margin-left:.6em;}

2010-03-13

 

10 anos depois...

.. Chega a tribunal um desfalque de 10 milhões de euros no casão militar. Um polaco, armado em representante do exército polaco, concebeu uma burla junto do casão militar através de uma encomenda fictícia com uma claúsula de indemnização, caso não fosse cumprida. O casão não cumpriu e a empresa de que era dono o polaco é indemnizada. Entretanto, é descoberta a burla e o polaco "compra" os militares portugueses responsáveis da Instituição para guardar segredo. E depois entra em outros negócios com eles.

Resumindo e concluindo, constituiu-se uma rede de burladores do Estado que provocou um rombo no exército português de 10 milhões. E destes dez milhões é a pergunta que fica: qual vai ser a indemnização do Estado? Melhor não se trata de indemnização mas de recuperação.

Aguardemos pelo julgamento. Mas ao ritmo da nossa justiça, com jeito ainda acaba tudo em prescrição.

Mas uma coisa é garantida: os 10 milhões de há 10 anos mais os gastos que o Estado teve com o processo, pouco será recuperado.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?