.comment-link {margin-left:.6em;}

2010-03-08

 

Venha daí o cadáver!

O Presidente do Governo Regional da Madeira afirmou que os inertes e as lamas das enxurradas da tragédia de 20 de Fevereiro deverão ser para conquistar espaço ao mar, certamente na ânsia de tornar a Madeira maior. Aumentar o seu reinado.

Miguel de Albuquerque, presidente da Câmara do Funchal, não alinha nesta visão.

À partida não alinho por nenhum. Mas gostaria de ouvir quem sabe e não só os ambientalistas que estão contra Jardim.

Mas o disparate já está no terreno.

Alberto João Jardim começou a disparar ao afirmar: "Quem não concordar tem de me derrotar eleitoralmente ou ao candidato que o PSD apresentar". Só por cima do meu cadáver é o que isto quer dizer.

É de todo evidente que se trata de um repto a Albuquerque.

Miguel Albuquerque esteve bem em todo o processo da tragédia e Jardim acabou por não brilhar quanto queria. Teve de repartir dividendos, o que lhe custa sempre muito.

Nestes termos, venha daí o cadáver.



Comments:
Olá João poderias ter atenção e ter arranjado outro titulo tendo em conta o post em baixo.
 
espero que não tenhas levdo a mal o meu comentario.
JN
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?